Massagens de Relaxamento

14-09-2010 19:39

 

Quem nunca sentiu vontade de ser tocado num músculo dorido ou tenso?

 

Muitas pessoas já ouviram falar em Massagem ou já receberam alguma, no entanto nem sempre conhecem o grande número de benefícios e de técnicas. O texto que se segue tem como objectivo informar os leitores acerca desta arte milenar, mais especificamente acerca da Massagem de Relaxamento.

 

 

 

 

   As Origens

 

A Massagem e o Homem têm sensivelmente a mesma idade. Já na pré-história o bem-estar geral e o alívio da dor ou desconforto eram promovidos pelo Homem através da fricção no corpo. Este método, actualmente denominado por Massagem, é o mais antigo e simples tratamento médico que se conhece. Afinal de contas, o ser humano sempre massajou instintivamente, ao magoar alguma parte do seu corpo, por exemplo.

 

Embora no Oriente a Massagem seja aceite naturalmente como uma forma de intervenção terapêutica, no Ocidente só recentemente esta técnica veio a estender-se por esse campo.

 

Existem várias técnicas de massagem, entre elas, a massagem clássica ocidental, que as pessoas conhecem vulgarmente como Massagem de Relaxamento. No entanto esta técnica é muito mais profunda do que geralmente se pensa, não combatendo apenas a fadiga mas trazendo vários benefícios ao nível da saúde física e mental.

 

O objectivo principal é ajudar o organismo no processo de auto cura, promovendo a saúde e o bem-estar. Isto proporciona uma melhor qualidade de vida, combatendo sintomas como, por exemplo, irritabilidade, falta de concentração, medo, tensões musculares, má circulação sanguínea.

 

A Massagem de Relaxamento ocidental tem as suas referências no trabalho de Pher Henrik Ling (1776, 1839), que desenvolveu um conjunto de exercícios terapêuticos denominados Massagens e Exercícios Medicinais Suecos. Em 1813 ele fundou em Estocolmo o Instituto Central de Ginástica, que funciona até hoje e é referência mundial em massagem.

 

Método

 

As manipulações fundamentalmente utilizadas na massagem sueca e, consequentemente, nos estilos ocidentais, são:

  

  • Deslizamento: superficial ou profundo;
  • Fricção;
  • Amassamento;
  • Percussão: em concha ou em cutelo. 

Estas são as técnicas base de uma massagem de relaxamento, as quais devem ser utilizadas numa frequência baixa e em ritmo constante, dando uma sensação de bem-estar físico e psíquico.

 

Na Relax.Arte a massagem é realizada sobre uma marquesa, com o auxílio de óleos naturais, os quais devem permanecer no corpo após o tratamento, pois também eles contribuem para o excelente resultado final.

 

No que respeita aos movimentos, a Massagem de Relaxamento é uma técnica de estilo livre que difere consoante o terapeuta e a pessoa a ser massajada. A maior parte dos profissionais integra no seu tratamento diferentes terapias.

 

A maior parte dos profissionais integra no seu tratamento diferentes terapias. As manipulações a utilizar podem variar e resultam numa completa e harmoniosa combinação de vários estilos, não se baseando apenas na referência sueca.

 

Ajustando-se aos objectivos de cada cliente e à análise da sua condição, o terapeuta pode realizar uma massagem bastante profunda ou uma mais suave. Este utiliza essencialmente as mãos mas poderá recorrer também aos antebraços e cotovelos.

 

O toque combina arte e ciência, ele transporta o sentido de cuidar, um importante componente na relação curativa. Assim, os profissionais utilizam o seu sentido de toque para determinarem a pressão adequada a cada pessoa e localizarem as áreas de tensão ou outros problemas.

 

Efeitos

 

A Massagem de Relaxamento é muitas vezes designada por Massagem Holística, um conceito familiar a muitas pessoas e que se refere à visão integrada do ser humano como um todo: corpo/mente/espírito.

 

A Massagem equilibra o corpo, dando espaço à mente e ao espírito para facilitaram a auto cura desse mesmo corpo. O toque não é apenas um luxo. Ele é uma necessidade humana básica, é uma acção que valida a vida e afecta o dador e o receptor. A cura do toque é recíproca.

 

A pele é o campo energético que faz a ponte entre o interior e o exterior do corpo. Cada centímetro quadrado de pele humana compreende aproximadamente 3 milhões de células, 95 glândulas sudoríferas, 14 glândulas sebáceas, 90cm de vasos sanguíneos e 2900 células sensoriais.

 

Além da pele, que é o maior órgão do nosso organismo, existem outros órgãos, os quais são formados por células. Estas constituem-se de moléculas, que resultam da combinação de átomos, que por sua vez contêm ENERGIA. Nós podemos irradiar essa energia através do nosso corpo, principalmente das mãos.

 

Com este contributo a massagem influencia a circulação, não só na pele do receptor mas nos diversos tipos de tecido. Processos que ocorrem numa determinada estrutura irão reflectir-se noutras estruturas interferindo com a função de todo o organismo. O efeito principal da massagem consiste em produzir estimulação mecânica dos tecidos por meio de pressões e estiramentos ritmicamente aplicados. As pressões comprimem os tecidos moles e atingem as redes de receptores nas terminações nervosas. Ao aumentarem o lúmen dos vasos sanguíneos e espaços dos vasos linfáticos, estas forças afectam a circulação capilar, venosa, arterial e linfática.

 

A massagem pode ser utilizada, por exemplo, para baixar o nível de stress de um hipertenso, controlando significativamente a sua pressão arterial. Ela pode ser utilizada também para estimular a circulação e aumentar a produção de glóbulos vermelhos, sendo uma mais valia para pessoas com anemia. A melhoria na circulação promove o aporte de oxigénio aos tecidos e a remoção de resíduos metabólicos e catabólicos. Entre estes está o ácido láctico que se acumula nos músculos sobrecarregados causando dor, rigidez ou mesmo espasmos.

 

Cada vez mais as pessoas descobrem que estes tratamentos são muito benéficos e regressam com uma frequência semanal ou mensal para manutenção geral e prevenção. É importante referir que um tratamento por semana é o mínimo indispensável para uma terapia eficaz. Em diversas culturas, nomeadamente nas orientais, a massagem é prática diária entre os membros das famílias, assegurando a prevenção de patologias.

 

Os benefícios de uma Massagem de Relaxamento são inúmeros. Abaixo referimos alguns dos seus efeitos fisiológicos e terapêuticos:

 

  • Aumento da circulação sanguínea e linfática;
  • Aumento do fluxo de nutrientes;
  • Estimulação do processo de cicatrização;
  • Resolução do edema e hematomas crónicos;
  • Aumento da extensibilidade do tecido conjuntivo;
  • Alívio da dor;
  • Aumento dos movimentos das articulações;
  • Facilitação da actividade muscular;
  • Estimulação das funções viscerais;
  • Remoção das secreções pulmonares;
  • Promoção do relaxamento local e geral;
  • Mobilização da pele e tecidos subcutâneos;
  • Entre outros..

Pode a qualquer altura reservar, sua massagem ou consulta basta ligar, o dar um toque que nos ligamos